Muitas pessoas me perguntam para que serve constelar.

As constelações nos levam a observar algum tema importante que ainda não conseguimos ver, talvez por estarmos, de alguma maneira, emaranhados. As vezes nem sequer sabemos o que exatamente nos acontece e porque estamos com dificuldades…e a constelação talvez mostre que foram segredos da família que jamais foram comentados. Na constelação isto aparece e vem à luz para deixarmos antigos comportamentos e seguirmos adiante!

Por toda nossa vida trazermos informações e cada uma delas vai moldando o nosso cotidiano; muitas vezes nos causando transtornos, problemas e embaraços que podemos resolver mudando a nossa forma de compreender e aceitar os fatos da vida. Por exemplo na área profissional existem casos em que as pessoas não sabem valorizar seu trabalho; ou constantemente perdem dinheiro, não conseguem guardar dinheiro ou acabam se metendo em negócios de forma a sair perdendo…  De onde vem este comportamento? Claro que, conscientemente a pessoa não quer ser assim, mas acontece, aparentemente fora de seu controle.

Ao olhar para a constelação que nos mostra a raiz de onde vieram as nossas crenças e o motivo pelo qual repetimos as situações indesejadas, podemos compreender tudo, que ao tornar-se claro também nos traz alívio e já não precisamos mais repetir. Podemos ver de uma outra forma o que se passou e olharmos com nova perspectiva para o futuro. E fazemos isto com muito cuidado e respeito, sem julgamentos e sem intenção.

Bert Hellinger desenvolveu esta técnica utilizando todo seu conhecimento como ajudante de pessoas. Filósofo e profundo estudante dos comportamentos humanos, ele descobriu algumas “Leis da Vida” que acontecem em todos os relacionamentos, em qualquer parte do mundo, sejam quais forem as pessoas. Já na década de 70 Bert utilizou-se das constelações como forma de apresentar soluções para conflitos familiares. Mais tarde sua esposa Sophie ampliou ainda mais a utilização das constelações, que podem ser aproveitadas em benefício da saúde, profissão e qualquer setor da vida. Assim criaram a Hellinger Schulle, uma escola a serviço da vida, que promove cursos e seminários em vários países do mundo. Os Hellinger são reconhecidos pelo seu trabalho e já receberam inúmeras condecorações pela sua contribuição ao bem-estar e à paz.

A constelação é uma terapia breve, diferente de outras em que o profissional terapeuta conduz o seu cliente para um determinado objetivo que é esclarecido entre ambos desde o início. Quem trabalha com constelação permite que se apresente o campo de seu cliente e não dirige nada para lugar nenhum….apenas observa pelos movimentos que este  campo apresenta, possibilitando que o cliente veja aquilo que é necessário, sem obstáculos, sem desejos, sem nenhuma intenção e com toda clareza. A constelação mostra a verdade.                        

Costumo dizer aos clientes que eles são corajosos quando querem constelar pois irão ver aquilo que realmente precisa ser visto na sua vida e este desejo é o que move a constelação e o que ela precisa lhe revelar. Como isso acontece? Quando se faz uma constelação os personagens envolvidos vão aparecendo movidos pelo campo morfológico da história do próprio cliente, mesmo que o cliente não saiba conscientemente tudo que aconteceu. Ao olhar para isso o cliente reconhece as pessoas envolvidas e ali aparecem as mudanças de atitude que o cliente pode tomar a partir desta nova perspectiva.                      

Certa vez ao final de um grupo de constelações uma moça participante me perguntou a respeito da constelação de um rapaz, se ela poderia saber quem era o homem que entrou num determinado momento e a partir dali alguns movimentos caminharam para uma “sensação” de solução… então eu lhe respondi que não poderia esclarecer isto pois a história era daquele rapaz que havia constelado. Ele estava por perto, olhou para a moça e disse “Eu sei quem era a pessoa”. Basta isso. Quem está constelando reconhece e sabe quem está envolvido no campo, mesmo que sejam antepassados ou pessoas que o cliente nunca viu antes. A constelação revela o necessário que se esclarece para quem está constelando e o benefício das pessoas que estão assistindo como participantes é que percebem nos movimentos e nas palavras de conciliação algo que pode ajudar a elas também nos seus próprios assuntos; assim todos são constelados.   

Quantas vezes se pode constelar? Bem, a constelação é um processo muito individual. O cliente pode constelar apenas uma vez na vida, e tudo fica OK, está resolvido. A pessoa também pode ter outras necessidades e depois de algum tempo desejar olhar para mais uma constelação. E existem pessoas que não constelam, apenas participam dos grupos e com isso obtém suas próprias respostas. Cada constelação é diferente e única. E surpreendentemente, maravilhosa!

 

Share This